Review
Prolonged weaning: From the intensive care unit to home
Desmame prolongado: da unidade de cuidados intensivos para o domicílio
P. Navalesia, P. Frigeriob, A. Patzlaffc, S. Häußermannc, P. Henseked, M. Kubitschekd,,
a Department of Translational Medicine, Eastern Piedmont University, Novara Anesthesia and Intensive Care, Sant’Andrea Hospital, Vercelli, CRRF Mons. L. Novarese, Moncrivello, VC, Italy
b Spinal Cord Unit, Niguarda-Ca’ Granda Hospital, Milano, Italy
c Inamed GmbH, Robert-Koch-Allee 29, 82131 Gauting, Germany
d GBU Healthcare, Linde Gas Headquarters, Seitnerstrasse 70, 82049 Pullach, Germany
Recebido 13 Março 2014, Aceitaram 29 Abril 2014
Abstract

Weaning is the process of withdrawing mechanical ventilation which starts with the first spontaneous breathing trial (SBT). Based on the degree of difficulty and duration, weaning is classified as simple, difficult and prolonged. Prolonged weaning, which includes patients who fail 3 SBTs or are still on mechanical ventilation 7 days after the first SBT, affects a relatively small fraction of mechanically ventilated ICU patients but these, however, requires disproportionate resources. There are several potential causes which can lead to prolonged weaning. It is nonetheless important to understand the problem from the point of view of each individual patient in order to adopt appropriate treatment and define precise prognosis. An otherwise stable patient who remains on mechanical ventilation will be considered for transfer to a specialized weaning unit (SWU). Though there is not a precise definition, SWU can be considered as highly specialized and protected environments for patients requiring mechanical ventilation despite resolution of the acute disorder. Proper staffing, well defined short-term and long-term goals, attention to psychological and social problems represent key determinants of SWU success. Some patients cannot be weaned, either partly or entirely, and may require long-term home mechanical ventilation. In these cases the logistics relating to caregivers and the equipment must be carefully considered and addressed.

Resumo

O desmame ventilatório é o processo de retirar a ventilação mecânica, que se inicia com o primeiro teste de respiração espontânea (SBT). Baseado no grau de dificuldade e duração, o desmame é classificado como simples, difícil ou prolongado. O desmame prolongado, que inclui doentes que falharam 3 SBTs ou que ainda estão sob ventilação mecânica, 7 dias após o primeiro SBT, afecta um fracção relativamente pequena dos doentes sob ventilação mecânica na UCI mas estes, no entanto, precisam de recursos desproporcionados. Existem diversas causas potenciais que podem levar ao desmame prolongado. No entanto é importante compreender o problema do ponto de vista individual de cada doente, de forma a adoptar o tratamento adequado e definir um prognóstico preciso. Um doente de outra forma estável, que continue em ventilação mecânica, será considerado para transferência para uma unidade especializada em desmame (SWU). Apesar de não existir uma definição precisa, a SWU pode ser considerada como um ambiente altamente especializado e protegido para doentes que necessitam de ventilação mecânica apesar da resolução da doença aguda. Recursos apropriados, objectivos bem definidos a curto e longo prazo, atenção aos problemas psicológicos e sociais são os principais factores determinantes do sucesso de uma SWU. Não é possível obter o desmame ventilatório em alguns doentes,, seja parcial ou totalmente, podendo estes necessitar de ventilação de longo prazo, no domicílio. Nestes casos, a logística relacionada com os prestadores de cuidados e o equipamento deve ser cuidadosamente considerada e satisfeita.

Keywords
Mechanical ventilation, Weaning, Specialized weaning unit (SWU)
Palavras-chave
Ventilação Mecânica, Desmame, Unidade Especializada em Desmame (SWU)