Review
Prevention of ventilator-associated pneumonia
Prevenção de pneumonia associada ao uso do ventilador
J. Oliveiraa,b, C. Zagaloa,c, P. Cavaco-Silvaa,b,, ,
a CIIEM, Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz, Monte de Caparica, Portugal
b TechnoPhage S.A., Lisbon, Portugal
c Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil, Lisbon, Portugal
Received 09 September 2013, Accepted 08 January 2014
Abstract

Invasive mechanical ventilation (IMV) represents a risk factor for the development of ventilator-associated pneumonia (VAP), which develops at least 48h after admission in patients ventilated through tracheostomy or endotracheal intubation. VAP is the most frequent intensive-care-unit (ICU)-acquired infection among patients receiving IMV. It contributes to an increase in hospital mortality, duration of MV and ICU and length of hospital stay. Therefore, it worsens the condition of the critical patient and increases the total cost of hospitalization. The introduction of preventive measures has become imperative, to ensure control and to reduce the incidence of VAP. Preventive measures focus on modifiable risk factors, mediated by non-pharmacological and pharmacological evidence based strategies recommended by guidelines. These measures are intended to reduce the risk associated with endotracheal intubation and to prevent microaspiration of pathogens to the lower airways.

Resumo

A ventilação mecânica invasiva representa um fator de risco para o desenvolvimento da pneumonia associada ao ventilador (PAV), que se desenvolve 48 horas ou mais após a admissão hospitalar, em doentes ventilados através de traqueostomia ou intubação endotraqueal. A PAV é a infeção adquirida na unidade de cuidados intensivos (UCI) mais frequente entre os doentes submetidos a ventilação mecânica invasiva. Contribui para o aumento da mortalidade hospitalar, da duração da ventilação mecânica e do tempo de internamento na UCI e no hospital. Por conseguinte, agrava o estado de saúde do doente crítico e aumenta o custo total da hospitalização. A adoção de medidas preventivas é imprescindível, de modo a garantir o controlo e a diminuição da incidência da PAV. As medidas preventivas incidem sobre os fatores de risco modificáveis, sendo aplicadas estratégias não farmacológicas e farmacológicas baseadas na evidência e recomendadas por guidelines. As medidas preventivas têm como finalidade diminuir o risco associado à intubação endotraqueal e prevenir a microaspiração de microrganismos patogénicos para as vias aéreas inferiores.

Keywords
Ventilator-associated pneumonia, Mechanical ventilation, Prevention
Palavras-chave
Pneumonia associada ao ventilador, Ventilação mecânica, Prevenção

Metrics

  • Impact Factor: 1.560(2016)
  • 5-years Impact Factor: 1,100
  • SCImago Journal Rank (SJR):0,29
  • Source Normalized Impact per Paper (SNIP):0,685